C   redit
Esperança é uma coisa perigosa.
- Orange Is The New Black.    (via sonhospequeno-s)
Eu não sei se foi amor , se foi paixão , não soube discernir nem caracterizar esse sentimento . Mais eu sei que foi avassalador , que foi intenso pelo menos da minha parte .Sabe aqueles relacionamentos fofos ? Que a gente sonha em ter um igual ? Então esse era bem diferente do nosso , eramos muito diferentes e nem sempre opostos atraem , as vezes ser oposto da outra pessoa te afaste dela mas esse não foi nosso caso.
Nosso forte era a reconciliação, a troca de olhares que no final virava sorriso, brigas que pra mim era uma maneira estranha sua de demonstrar ciúmes e dizer que eu era sua e de mais ninguém .
Ciúmes aaaaah nem me lembre dessa palavra , ela me faz pensar nas diversas vezes que me fez afastar de você, mais eu não sei dizer se era cara de pau , saudade, amor ou falta ( posse) que me fazia sempre correr atrás de você .
Eu gostava de estar com você , de dar risada com você, de compartilhamos xingamentos , mordidas e carinhos .
Lembro da primeira vez que nos beijamos , foi estranho senti um vazio tanto é que eu te contei a respeito . Haha mais depois eu fui gostando , e hoje eu vejo que é essa a palavra que te define : vazio; de amor , de afeto , de caráter , talvez você não seja assim talvez só tenha sido assim comigo ou apenas
-
4 & Reblog
Uma coisa eu sei , que ela odeia chocolate amargo tanto quanto odeia pessoas amargas , pessoas tao repletas do nada .
-
Eu nunca fui o suficiente pra fazer alguém ficar. Eu nunca fui boa o bastante pra fazer um amor durar. Sempre fui cabeça dura e a teimosia era a minha maior virtude. E que a gente se deixa levar e sem querer acaba quebrando o coração com cada coisa desnecessária…
- Restos de um naufrágio. (via cartasdepoeta)
Uma casinha bonita. Um emprego que eu adore. Uma pessoa que me entenda. Um par de pés pra me guiar. E um de braços pra dias frios. Um chão pra quando meu mundo desabar. Um colo eterno de mãe. Um lugar pra voltar. Outro pra ficar pra sempre.
- Tati Bernardi.  (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)
Que preencha a vida vazia, mande embora a agonia e que traga paz pro coração.
Nunca, jamais, em hipótese alguma, abra mão de quem te faz gargalhar por quem só te faz sorrir.
- Pedro Rocha.   (via sombriador)